Abas primárias

Esperança é a língua universal

Educação - São Paulo, SP
kicks
Arrecadados da meta de R$6.988,80
Campanha flexível

Esta campanha irá receber todas contribuições em 30/03/2020.

Recompensas

Imigrantes do mundo encaram desafios inimagináveis ao deixar para trás sua terra, sua cultura e o acolhimento de quem fala a mesma língua. Esta, a língua, é um dos primeiros grandes obstáculos a ser enfrentado por aqueles que decidem migrar.

Desde o dia 19 de agosto de 2019, a EMEF Infante Dom Henrique (futura EMEF Espaço de Bitita), uma escola pública localizada no Centro da cidade de São Paulo que há anos desenvolve trabalhos de acolhida a migrantes e imigrantes, tem feito a conexão de crianças recém-chegadas de Bangladesh à nova vida na cidade de São Paulo. Clique aqui e veja a matéria feita pelo SP TV em outubro de 2019.

A mediação tem acontecido por meio das aulas do professor Farhad Islam, refugiado (pessoa forçada a sair de seu país) de Bangladesh, com uma linda história de amor pela educação estampada em seu currículo. Graduado em Literatura Inglesa, pela National University of Bangladesh, o Prof. Farhad atuou como diretor de projetos de conscientização sobre direitos à educação para a ONG Seihr, atendendo crianças em situação de trabalho infantil e casamento precoce.

No Brasil, o Prof. Farhad tem ministrado aulas de inglês e português nível elementar, e tem alfabetizado algumas crianças em bengali, língua indo-ariana falada pelas populações de Bangladesh.

A contratação do Prof. Farhad foi a saída encontrada pela a Lado[B]om, parceira da escola na promoção de ações criativas que geram empatia, para receber e alfabetizar 12 crianças nestas condições de imigração, já que para o corpo discente seria bastante desafiador ambientar os recém-chegados que não falam o português, o espanhol e até mesmo o inglês (língua de conexão com muitas nacionalidades).

O contato com o professor de Bangladesh foi feito por meio do Instituto Adus, uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) que atua junto aos refugiados e outros estrangeiros vítimas de migrações forçadas na cidade de São Paulo, a fim de reduzir os obstáculos que enfrentam para sua efetiva reintegração na sociedade; e pela Abraço Cultural uma organização não governamental, que tem por objetivo promover a troca de experiências, a geração de renda e a valorização dos refugiados que são capacitados/as para dar aulas de idiomas e cultura.

A Lado[B]om tem patrocinado as aulas do professor Farhad desde que a primeira criança chegou à escola, em agosto de 2019, de forma voluntária. Como ainda não nos lançamos ao mercado como uma empresa que arrecada, precisamos da sua ajuda para que a acolhida a estes pequenos imigrantes continue. Queremos que você se una a nós nesta doação para um mundo mais integrado, solidário e sem muros!


A hora é agora! Contribua com
Esperança é a língua universal

Saiba mais sobre o criador desta campanha:

Facebook | Lado[B]om - Consultoria Criativa

Conheça quem está à frente desta campanha

Ana Carolina da Costa Camin Fernandes
  Ana Carolina da Costa Camin Fernandes
  

Você acredita que essa campanha tenha conteúdo proibido? Reporte esta campanha.