Focinhos de Luz: Nossa ONG está alagada

Animais – Rio de Janeiro, RJ
Focinhos de Luz 5 meses

Não é só a chuva que nos destrói...

A causa animal é complexa demais no Brasil. Não é nem um pouco prioridade nos governos e isso não vai mudar tão cedo. E como fazemos acontecer esse projeto lindo?
Vocês!!!! Vocês são a chave para que a Focinhos continue existindo e funcionando.

Em meio às nossas obras, ao pensamento de como reconstruir tudo, como não deixar mais acontecer o que aconteceu durante as chuvas, recebemos pedidos de ajuda como o de uma cachorrinha com seus filhotes. Ela, magra como um esqueleto, amarrada a um poste e seus filhotes, magros e desnutridos, dentro de uma caixa, deixamos à morte.

Não temos como assumir custos de nada, mas também não conseguimos ignorar certos fatos, como a história de Baco e Bené. Dois cachorrinhos da Taquara, região oeste do Rio de Janeiro, que apanham da sua dona. Mais dois que tentaremos que tenham um final feliz!

E por fim, Arthur. O gatinho que foi espancando por um ser humano, tendo a mandíbula quebrada e os dois olhos perfurados. Ele encontra-se internado e em recuperação. Oremos para que não perca os dois olhos.

Assim é a vida de um protetor no Brasil. Sem recursos, mas com muito coração e garra.
Por isso, pedimos que nos ajude, não só pelas chuvas, mas por todas as catástrofes diárias que enfrentamos!

Focinhos de Luz 6 meses

Dedicação e muito amor!

Uma semana depois da chuva que atingiu o Rio de Janeiro, nossa ong ainda apresenta muitas dificuldades. Perdemos diversas caminhas dos animais, material de construção da obra que estávamos fazendo, a limpeza do terreno ainda será feita no local pois não conseguimos gente suficiente para nos ajudar no último fim de semana e ainda temos ameaças de chuvas vindo por ai.
É um trabalho difícil, mas sabemos que com a ajuda de vocês vamos conseguir melhorar a situação das nossas instalações.

Nossos peludos merecem nunca mais passar pelo que passaram!

Contamos com todos. Compartilhem com amigos e familiares...

Eles agradecem.