Reconstrução do meu atelier

Artes – Rio de Janeiro, RJ
Jeannette Priolli 7 meses

meu primeiro livro sobre Pintores.

Meu primeiro livro sobre Pintores.

Na volta de uma viagem a Paris, o meu tio paterno Nicolau e a tia Mercedes me presentearam com esse livro sobre Toulouse Lautrec. Eu estava com sete anos mas eles sabiam que eu estudava pintura com a prof. Colette Pujol. Lembro que para as minhas primas eles trouxeram bonecas, então a minha mãe achou que eu também deveria ter recebido um presente igual ao delas. Mas como ela estava enganada! Foi o meu primeiro livro de arte e com ele aprendi muito, muito mesmo, eu copiava cada imagem com papel de seda várias vezes e depois tentava desenhar à mão livre, até conseguir qualquer coisa parecida com essas maravilhas. Acredito que devo a esse presente o meu interesse “na repetição de imagens”, pois a partir dele fiz desse exercício um hábito.

Jeannette Priolli 7 meses

série "Ideogramas"

“ As mensagens da mídia imagética são mais ricas e as mensagens da mídia conceitual são mais nítidas” Vilém Flusser.

A partir dessa frase eu fiz essa pequena série “anagramas” e escrevi essas pinturas como se pintasse Haicais. Aqui estão na ordem das imagens, a primeira é a de um díptico.

... em Palavra/Linha & Imagem/Superfície

“Prosperidade
Primavera Verão
Dourados Azuis"

“Resplandece Estrela
Japonesa Nada
Neve reflete Prata”

“Pleno de Prata
Tsukimi de Outono
Reflete Lua"

Jeannette Priolli 7 meses

“Questão de detalhe, questão de Trecho”

Amigas e amigos...

“Heuristicamente falando, portanto, nunca se saberá olhar um quadro. É que saber e olhar não tem absolutamente o mesmo modo de ser. Assim, o historiador ou o semioticista será implicitamente levado a desviar a questão - dessa pintura que não cessa de escapar-lhe na integralidade da sua significância, ele dirá “Não vi o bastante; para saber algo mais, devo vê-la em detalhe...”
“Questão de detalhe, questão de Trecho” - texto Georges Didi-Huberman
imagens do meu livro "REZA NA CAMA"

Jeannette Priolli 7 meses

INTERTEXTUALIDADE e APROPRIAÇÃO de imagens.

Amigas e amigos, sobre INTERTEXTUALIDADE e APROPRIAÇÃO de imagens.

"Filmes que retomam filmes, quadros que dialogam com outros, propagandas que se utilizam do discurso artístico, poemas escritos com versos alheios, romances que se apropriam de formas musicais, tudo isso são textos em diálogo com outros textos : intertextualidade." - Carlos Ceia.

A primeira imagem da "sereia" foi feita a partir de uma pintura do Georges Malkine e a partir dela eu desenvolvi os dois trabalhos seguintes em que a figura aparece nas páginas finais do meu livro "REZA NA CAMA".

Jeannette Priolli 8 meses

MARÉS

Amigas e amigos, imagens do meu trabalho “REZA NA CAMA” 2007/2014

2.Marés
Significado de Marés Por Dicionário inFormal
Plural de maré.
1. [Ocn.] [Fís.] Fenômeno cíclico de elevação e abaixamento das águas do mar, com a respectiva corrente, por atração do Sol e da Lua em suas posições relativas.
2. [Fig.] Força que impele as ações humanas, com avanços e recuos, fluxos e refluxos.