Abas primárias

Tribunal - Criança e alienação parental.

Causas
kicks
Arrecadados da meta de R$4.000,00
Encerrado!
Campanha flexível

Esta campanha recebeu todos os fundos arrecadados até 01/12/2018.

Essa é a Barbara, minha irmãzinha, ela foi adotada pelo meu padrasto e a ex-mulher dele enquanto eram casados.

Porém a mesma, odeia meu padrasto e desconta tudo na Barbara, além de fazer uma alienação parental na criança que tem apenas 10 anos.

Laudo que já foi constatado por 2 psicólogas, a que ela frequentava e a mãe dela a tirou, e a do próprio tribunal de justiça.

Estamos correndo atrás pela saúde e bem estar dela, já que como dito anteriormente, a mãe dela até da psicóloga a tirou, entre outras coisas mais, nos acusa de coisas horríveis e faz a Barbara ter medo de nos dizer ou perguntar qualquer coisa.. Ela chega a ter medo de ficar sorrindo o tempo todo conosco e a mãe dela descobrir (isso quando tinhamos guarda compartilhada, mas já faz 1 ano que a mãe dela simplesmente arrancou ela de nós e fugiu com ela). Estes processos todos fizeram ela aparecer felizmente, e agora sim podemos ve-la, mas não queremos que ela continue a sofrer e tenha futuros problemas psicológicos piores.

A história em si é bem longa e complicada, mas não sabemos o que fazer, já investimos muito atrás disso, e hoje dia 27/11, no Tribunal, recebemos um papel para pagar até sexta-feira, dia 01/12, no valor de R$ 4.000,00. Mas qualquer centavo/real vale de muito a ajuda!

Quem não puder contribuir, peço humildemente que pelo menos tenha empatia e compartilhe, é uma meta alta com tão pouco tempo, mas a esperança é a última que morre. Obrigado a todos e uma ótima semana!


A hora é agora! Contribua com
Tribunal - Criança e alienação parental.

Saiba mais sobre o criador desta campanha:

Facebook | Twitter | Outra irmã ajudando no projeto | Meu instagram para ajudar

Conheça quem está à frente desta campanha

Gabriel Herrmann Grecchi
  Gabriel Herrmann Grecchi
  

Você acredita que essa campanha tenha conteúdo proibido? Reporte esta campanha.